Pós-graduação em
MBA Executivo de Gestão em Saúde

Veja preços e condições de investimento:
  • Sistema Econômico e Políticas de Saúde; Desempenho da Economia; Análise das Políticas Públicas de Saúde no Brasil a partir da História e Perspectivas do Sistema Único de Saúde – SUS; Macrosetor Saúde; Diagnóstico das Políticas Públicas: educação, saúde, segurança, habitação, transporte, renda familiar, segurança alimentar. A disciplina aborda uma discussão do panorama atual do Sistema Nacional de Serviços de Saúde existentes no país, suas características e principais componentes à Luz de fatos da história recente. Expor atualidades da política da saúde no país. Levar a compreensão do funcionamento do Sistema Nacional de Serviços de Saúde: sendo público e privado, revelando as principais políticas envolvidas nas suas diretrizes, as tendências imediatas e suas futuras em seu desenvolvimento no cenário. No sistema público será discutido o Sistema Único de Saúde – SUS, desde a sua criação na Constituição de 1988, sendo suas normas que deram a sustentação ao sistema. No sistema privado a disciplina vai abordar o sistema da Saúde Suplementar com a criação da Agência Nacional de Saúde – ANS e a regulamentação dos Planos de Saúde.

    Paradigmas; Moral; Ética; Valores éticos; Códigos de Ética;. Relações éticas; Socialização do trabalho; Responsabilidade social; Assistência Familiar; Cidadania; Ética no Marketing; Indicadores sócio-ambientais; Balanço social; A Ética e o Desempenho da Instituição de Saúde. A Humanização no atendimento como foco da atualidade.

    Bioestatística: Fundamentos básicos da bioestatística para interpretação crítica da literatura biomédica;  diálogo livre na área de estatística descritiva em saúde. Principais medidas estatísticas: média, mediana, moda. Uso da estatística inferencial. Base sobre os principais testes paramétricos e não paramétricos utilizados em pesquisas biomédicas. Distribuição T de Student. Criação de visão crítica sobre o uso adequado da bioestatística. Principais medidas da Estatística.
    Métodos de Mensuração em Saúde: noções básicas de pesagem de medicamentos, doses medicamentosas, significado das prescrições, diluições, medidas para quocientes sólidos e líquidos.

     

    O marketing em saúde contempla o posicionamento da instituição, descrevendo sua qualidade e, indicadores de inovação: Marketing externo e interno; Atitudes do Público Alvo; Métricas da Qualidade, Imagem Institucional; Políticas de Serviços; Entender para Atender. Ter a sensibilidade e embasamento teórico de conceitos básicos necessários para o domínio dos conceitos de Marketing no processo administrativo das organizações de saúde. Através do estudo de casos práticos da área hospitalar, os alunos poderão desenvolver o entendimento e a importância do Marketing nas organizações e a visão de mercado na área da saúde. Transmitindo aos alunos conhecimentos sobre temas que envolve os hospitais dentro do Marketing nas organizações em geral e em empresas de serviços de saúde.

    Qualificar as informações hospitalares; Ausência de informações necessárias para a Assistência; Volume de Prontuários; Falta de Legibilidade, Redundância de Informações, Dificuldade de Recuperação de Informações, Excesso de Documentos. Apresenta informações à gestão Hospitalar com enfoque as informações clínicas e administrativas. São Abordados conceitos fundamentais da assistência em Saúde, destacando-se a análise crítica das informações apresentadas, e suas aplicações para criação e elaboração de indicadores de produtividade. As informações são analisadas em seus aspectos Clínicos, administrativos, éticos e legais. A disciplina posicionará o estudante dentro do cenário em que se insere a gestão hospitalar baseada em informações, visando formar uma base sólida para a compreensão e análise crítica dos processos hospitalares. Saber entender as fontes das informações nos diversos serviços hospitalares, analisar indicadores de produtividade com a finalidade de planejamento e definir estratégias de gestão.

    Humanizar políticas e práticas da gestão de pessoas; Gestão do Tempo; Conhecimento Interno; Integração do profissional ao cargo - a sua equipe; DNA institucional; Liderar e ser Liderado; Motivação; Comunicação; Formação e desenvolvimento de equipes; Clima/Ambiente organizacional; Competências essenciais; Desenvolvimento das competências. Desenvolver e analisar as relações fundamentais entre a instituição de saúde e a gestão integrada de pessoas. Os pilares da Gestão em Pessoas: Motivação, Processo de Comunicação, Trabalho em Equipe, Conhecimento e Competência, Treinamento e Desenvolvimento.

    Princípios básicos de epidemiologia; Medidas de frequência das doenças: mortalidade e morbidade; Indicadores de Saúde; Perfil Epidemiológico da População; Riscos em Epidemiologia; Vigilância em Saúde; Vigilância Epidemiológica; Vigilância Sanitária; Vigilância Ambiental; Vigilância em Saúde do Trabalhador; Território em Saúde: conceitos, diagnóstico e mapeamento; Análise de dados espaciais em saúde.

    Certificação dos Serviços de Saúde; Ciclo de Qualidade dos Serviços; Auditoria Interna de Qualidade; Sistema de Acreditação em Saúde e a Série ISSO; Ações Assistenciais. A disciplina aborda os conceitos de qualidade aplicados a segmento de saúde, os programas de acreditação utilizados pelas organizações de saúde no Brasil, bem como os utilizados por organizações internacionais de saúde. Capacitar os alunos nos Sistemas de Qualidade, aplicando as ferramentas com vistas à análise e validação dos processos de trabalho, assegurando a qualidade da assistência dos serviços prestados.

    As mudanças do ambiente regulatório, a necessidade de permanentes investimentos para a atualização tecnológica, fusões e aquisições e a busca da eficiência e da maior geração de valor para as empresas, pressionam especialmente as organizações da área da saúde. Neste contexto, a disciplina busca apresentar como as boas práticas de governança corporativa contribuem com a perenidade das organizações, diante das características próprias das necessidades das empresas do segmento de saúde, independente da forma de organização da sociedade (instituições sem fins lucrativos, empresas familiares, cooperativas, sociedades anônimas ou limitadas). Discutir de que forma as melhores práticas de governança corporativa podem auxiliar as organizações da área de saúde, ao considerar as características específicas do setor; explicitar como temas específicos como estratégia, compliance e riscos são abordados dentro das organizações de saúde. Histórico das Ouvidorias no Brasil. A Ouvidoria como fórum entre a população e as instituições. A Ouvidoria como serviço aberto ao cidadão para receber as reivindicações, as denúncias, as sugestões e também os elogios referentes aos diversos serviços disponíveis à população no sistema de saúde.

    Planejamento como instrumento de mudança organizacional; Filosofias Empresariais; Matriz de Oportunidade x Ameaças; Estratégias Competitivas; Desempenho do Ambiente Interno e Externo; Inovação em Saúde; Configuração Regional e Potencialidades; Métricas de Avaliação.  Compreende o embasamento teórico de conceitos básicos de planejamento estratégico no processo administrativo das organizações do segmento da saúde. Partindo do senso crítico e analítico a disciplina foca o Planejamento, organização e direção, conceitos de administração estratégica e a importância da aplicação da visão sistêmica no processo administrativo. Através do estudo de casos práticos da área hospitalar, os alunos poderão desenvolver o entendimento sobre a importância do planejamento estratégico administrativo nas organizações.

    O cenário da Auditoria no Brasil e sua ligação aos processos públicos de validação de orçamento e investimentos em saúde. Controladoria a curto, médio e longo prazo. Sobre investir nas tendências tecnológicas na saúde. Redes de atenção à saúde. Da contratação de Serviços. O Pacto de Gestão. As comissões intergestores. Os instrumentos de Contratação. Documentação pertinente a todo tipo de contratação. Os indicadores em Saúde. Gráficos da Lei Orçamentária Anual (Lei LOAS – 2016).

    Conceitos Básicos de Auditoria em Saúde. Avaliação dos Controles Internos. Auditoria Contábil e Financeira. Auditoria dos Sistemas de Informação. Auditoria do Sistema Orçamentário. Auditoria Operacional dos Processos de Saúde. Auditoria em Unidades Assistenciais. Auditoria de Qualidade dos Serviços. Relatórios de Auditoria em Saúde. Bases conceituais da auditoria, Mercado de saúde; conceitos e componentes de um Sistema de Saúde, Auditoria, tipos e processos principais; Legislação e aspectos éticos; os principais conflitos; Sistemas de informações gerenciais; Planejamento.

    Custos Hospitalares: sua origem no Brasil; Processo de Gestão de Custos; Aplicação do Sistema de Custeio Baseado em Organização Hospitalar; Sistemas de Custos Hospitalares Tradicionais; Métodos de Custeio; Custos Hospitalares; Custo-padrão Hospitalar. A partir do estudo dos fundamentos de custos hospitalares podemos descrever a importância e os objetivos da gestão de custos para os hospitais. Esses fundamentos através do sistema de gestão e controle conduzem para aumentar a eficiência dos serviços hospitalares. A disciplina compreende a definição de conceitos e utilização de metodologias com informações do custeio dos serviços através da análise do desempenho partindo do custo e produção com base em dados estatísticos.

    Indicadores de Desempenho para Serviços de Alta Qualidade; Contratação de Serviços; Equilíbrio Custo/Benefício; Orçamento em Saúde; Versatilidade de Investimento – Linhas de Investimento em Saúde. Conhecer os principais elementos da administração financeira em decorrência da complexidade crescente das atividades inseridas no plano geral das organizações de saúde, e os resultados da gestão desse uso. Demonstrar que a administração financeira não é um mero instrumento voltado ao pagar e a receber, mas uma ferramenta extremamente importante no processo que envolve a performance, a sobrevivência e o desenvolvimento da instituição hospitalar. Construção do pensamento e da ação financeira envolvidos nos mecanismos e processos de elaboração do orçamento com as expectativas dos clientes internos, externos, sócios, mercado financeiro, fornecedores e a própria missão da instituição de saúde. Analisar de forma gerencial as informações geradas pelo orçamento e como utilizá-lo como instrumental administrativo de maneira correta e eficiente. Capacitar o aluno de administração hospitalar instrumentos e técnicas de informação contábil ampliando os conhecimentos teóricos e práticos.

    Conceito de hospital; Responsabilidade Civil dos Hospitais; Especificidades da Atividade Hospitalar; Diretrizes e Legislação Hospitalar.  Proporcionar aos alunos conhecimentos legais específicos sobre as organizações hospitalares e seus relacionamentos com os sistemas de saúde federal, estadual e municipal. Desenvolver no aluno noções básicas e conhecimento teórico referente às implicações legais no exercício do profissional sobre o tratamento dispensado pelo Direito à saúde e a previdência. Serão abordados também, os códigos de ética médica, hospitalar e enfermagem com os seus conceitos e princípios compreendendo as formas de aplicação.

    A disciplina descreve a profundidade das suas ações e comportamentos nos resultados e relacionamentos oriundos das negociações, antevendo a base de acordos com pares, colegas de equipe, fornecedores e clientes. Utilizando-se da negociação, desenvolve o autoconhecimento direcionado ao seu desenvolvimento pessoal. Visão dos cenários de saúde onde a competitividade e a obtenção de acordos surgem como fatores críticos de sucesso, influenciando nas habilidades interpessoais e tomadas de decisão.

    Ciência e Método, Ensino Superior, Bases do raciocínio científico: teoria, hipótese, dedução. Diferentes gêneros discursivos: resenhas, resumos, relatórios e artigos. Métodos e técnicas estatísticas que permitem organizar, descrever, analisar e interpretar os fenômenos coletivos relativos ao processo saúde. A disciplina oferece ao aluno a capacidade de desenvolver trabalho de investigação cientifica desde o seu planejamento até a sua execução utilizando ferramentas didáticas. Sendo que ao final da disciplina o aluno seja capaz de analisar trabalhos de caráter científicos, elaborar um projeto de pesquisa dentro da área temática de interesse para posterior execução e divulgação do trabalho de investigação científica e assim elaborando o relatório final em forma de monografia. 

    O Módulo TCC contempla a escolha do estudante para com o tema e indicação do orientador, os encontros são periódicos, presenciais e on-line, estudante e orientador podem estabelecer horários flexíveis para ambos. Intuito de acompanhamento e, amadurecimento do tema proposto. Em seguida a elaboração / correção / finalização do artigo de conclusão da especialização e encaminhamento para submissão da instituição.

  • Maurício Gamarra Reggiori

    Graduado em Odontologia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Pós-graduado em Cirurgia Oral pelo Departamento de Odontologia do Centro de Ciências Biológicas e de Saúde da UFMS. Estagiário em Saúde Coletiva pela UFMS. Graduado em Administração pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Pós-graduado em Administração Hospitalar e Sistemas de Saúde pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas. Bolsista de Estudos de Modo de Produção Japonês e Administração na Universidade Keio – Tóquio – Japão. Mestre em Diagnóstico de Lesões Bucais e Semiologia pela Universidade Paulista. Trabalhos em Organização de grupos em instituições de saúde, Recursos Humanos e condicionamento de grupos. Participação em consultorias para implantação de Sistemas de Recursos Humanos, Endomarketing, Marketing Estratégico, Consultoria e Desenvolvimento.  Palestrante e Professor conteudista do curso de Saúde Coletiva do EAD-UCDB. Docente de pós-graduação da Universidade Católica Dom Bosco.

  • Distinguir os modelos de Gestão em Saúde e, buscar autonomia interna com planejamento financeiro/orçamentário, eleva distintas Unidades de Saúde para uma qualificação no processo econômico, bem como seu desempenho em projetar crescimento contínuo. Desafio que torna inúmeros Departamentos de Saúde engessados com grande ruptura na gestão, nosso “MBA Executivo Gestão em Saúde ” assume o compromisso de apresentar de forma simples e altamente eficiente ideias com práticas cotidianas, ultrapassando invalidações que possam surgir nestes ambientes, assim, transformando com propriedade as atitudes dos Gestores.

  • Cada módulo é conduzido por meio de aulas expositivas dos aspectos teóricos com exemplos práticos, exercícios, discussão dirigida e apresentação de casos.

    Avaliação da Aprendizagem:

    Os participantes serão avaliados dentro dos módulos e em cada disciplina por meio de provas realizadas individualmente e trabalhos em grupo, a critério do professor e do coordenador, sendo exigida a nota final mínima 7,0 (sete) em cada disciplina para sua aprovação. Para  aprovação é necessária ainda uma presença mínima obrigatória de 75% no curso como um todo e de 75% em cada disciplina. Como metodologia final de avaliação da aprendizagem, cada estudante deverá fazer um trabalho de conclusão de curso, TCC, contextualizado com os objetivos do curso.

  • • Instituição Credenciada ao Ministério da Educação, sob a Portaria nº 1.063, em 05 de Setembro de 2017.

    • Será considerado  aprovado o estudante que obter em cada disciplina do curso nota superior ou igual a 7 (sete) e a frequência mínima em cada disciplina de 75% (setenta e cinco por cento).

    • A Faculdade NOVOESTE  expedirá, ao final do curso, certificado de Pós-Graduação Lato Sensu, em nível de especialização, aos estudantes que concluírem a todos os critérios de aprovação estabelecidos no regulamento do curso.

  • Destina-se a portadores de diploma de nível superior, tendo como público alvo, Administradores, Contadores, Enfermeiros, Farmacêuticos e todos aqueles que trabalham na área hospitalar e ou Clínicas e Laboratórios ou aqueles que desejam atualizar e ampliar conhecimentos e técnicas de trabalho em área especifica.O curso de Pós-Graduação Lato Sensu visa proporcionar ao estudante as mais recentes informações técnicas científicas e profissionais, mediante o fornecimento de uma sólida fundamentação teórica e subsídios para o conhecimento e a interação da realidade no Sistema de Saúde Brasileiro.

Corpo Docente

DEPOIMENTOS DE NOSSO ESPECIALISTAS

APROVEITE AS VANTAGENS E COMECE A ESTUDAR AGORA!
Metodologia Alto Nível e Portal do Aluno
Metodologia diferenciada e acesso a materiais das aulas, notas e ferramentas através do sistema.
Corpo Docente Qualificado e Reconhecido no mercado.
Estude com os melhores coordenadores, professores e profissionais renomados nacionalmente.
Estude com a melhor Infraestrutura para o melhor rendimento
Salas de aula amplas, biblioteca, laboratório de informática, lanchonete e total acessibilidade, no centro de Campo Grande.
Veja preços e condições de investimento:

Cursos relacionados confira abaixo os outros cursos de pós-graduação

Erro ao enviar o e-mail
Email Enviado Com Sucesso!
Nós ligamos para você!
Erro ao enviar o e-mail
Email Enviado Com Sucesso!
Avise-me sobre lançamentos de cursos